quarta-feira, 19 de novembro de 2014

ADVOGADO DE LOBISTA PRESO DIZ QUE NÃO SE FAZ OBRA PÚBLICA SEM "ACERTO"


Foto: Reprodução/Folha de S. Paulo
Por Clóvis Gonçalves

O advogado do lobista Fernando Baiano,  declarou nesta quarta-feira (19) que não há obra no Brasil se não tiver um "acerto". Mário Oliveira Filho também disse que os empresários detidos na Operação Lava Jato, que investiga esquemas de desvios de dinheiro na Petrobras, são "vítimas da cultura política do país". "O empresário, se porventura faz alguma composição ilícita com político para pagar alguma coisa, se ele não fizer isso não tem obra. Pode pegar qualquer empreiterinha e prefeitura do interior do país. Se não fizer acerto [com políticos], não coloca um paralelepípedo no chão", disse o advogado, que negou que seu cliente interditou pagamento de propina em obras da estatal. Oliveira Filho também afirmou que Fernando Baiano não tem relações com o PMDB.

"Estão tratando ele como bode expiatório. Ele é um empresário que descobre um problema de infraestrutura e vai atrás da solução, vai atrás da empresa que tem a solução, recebendo uma porcentagem absolutamente legítima disso. Dizem que ele é ligado ao PMDB. Perguntei para ele e ele disse que não conhece o Renan Calheiros [presidente do Senado], que nunca viu e que não tem ligação nenhuma com o PMDB", afirmou.


Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano, é apontado como o operador do PMDB no esquema de corrupção na Petrobrás, que envolveria o pagamento de propinas na compra da Refinaria de Passadena, no Texas (EUA), movimentando cerca de R$ 10 bilhões. (Metro)

JOVEM SOFRE ASSALTO, NA PRAÇA DE SANTANOPOLIS, PERDE MOTO E CELULAR

Por Clóvis Gonçalves
Na noite de terça-feira (19/11) às 21h30min na Praça João Nery no centro da cidade pacata de Santanopolis na Bahia a violência está deixando a população completamente assustada. Desta vez a vítima foi um jovem de 22 anos residente na cidade e pediu ao repórter Clóvis Gonçalves da rádio Irará FM e deste blog para não ser identificada. 

O jovem relatou ao repórter que foi até a Escola Municipal Monteiro Lobato encontrar um familiar, o fato ocorreu enfrente a citada escola, que fica localizada na Praça onde também esta situada a sede da prefeitura do município, de repente surgiram dois homens sendo que um armado com um revolver calibre 38, também estavam usando capacete e touca até na cabeça, a vítima informou ainda a reportagem que eles, os acusados, estavam em uma motocicleta Honda Fan 150 de preta de placa policial NTN 9770 licença do município de Feira de Santana, na sequencia anunciaram o assalto tomaram a motocicleta, Titan JKR 6424 licença de Santanopolís, um capacete, e aparelho celular marca Sansung todos os objetos pertencentes a vítima.


 Após o assalto a dupla empreendeu fuga com destino para a cidade de Irará, pela rodovia estadual BA 504 ao chegar nas imediações conhecida por represa o acusado perdeu o controle do veículo derrapando na pista caindo dentro do mato, mesmo com dos policiais militares na viatura Falcão 68 do 16º BPM de Serrinha, os dois acusados conseguiram continuar em fuga com destino a cidade de Irará, presume-se que o que estava abordo da motocicleta roubada em Santanopolis foi resgatado pelo seu companheiro que estava com a motocicleta tomada de assalto em Santanopolis. Informações da polícia dão conta que este veículo foi emprestado pelo proprietário para uma pessoa que ainda não teve o nome divulgado, segundo o dono da moto, ele disse também não foi informado que o veículo seria usada para cometer assalto. 

A moto em que um dos bandidos sofreu a queda foi recuperada pelos policiais militares  da CIA de Santanópolis encontra-se no pátio da delegacia da policia civil de Santanopolis. (Matéria original blog Clóvis Gonçalves de Irará)


terça-feira, 18 de novembro de 2014

PEDRÃO-BA: HOMEM É ATINGIDO COM BARRA DE FERRO E MORRE NO HOSPITAL EM ALAGOINHAS

Por Clóvis Gonçalves

Na noite desta terça feira, às 21h50min, foi apresentado na Central de Flagrante de Alagoinhas, Islan da Cruz de Jesus, 26 anos residente na Rua Irará, s/n na cidade de Pedrão – Bahia, por ele ter cometido o homicídio contra José Almeida da Silva, 46 anos, local da residência da vítima não foi informada.

O assassinato aconteceu no Parque das Jaqueiras no município de Pedrão, segundo ficou apurado preliminarmente, que a vítima e o criminoso estavam bebendo e deram inicio a uma acirrada discussão e de repente a vitima foi atingida com um golpe de ferro, vindo a falecer momento depois no hospital de emergência Souza Bião em Alagoinhas.

Policiais militares do pelotão da cidade de Pedrão efetuaram a prisão em flagrante do acusado Islan da Cruz de Jesus de ter cometido o assassinato, e conduzindo-o para a delegacia de Alagoinhas, sendo apresentado na presença delegado de plantão o Dr. Guimarães, o acusado pela morte de José de Almeida ficará custodiado na de Pedrão ou será transferido para a delegacia de Irará ficando a disposição da justiça. Matéria original blog Clóvis Gonçalves de Irará.

NÚMERO DE CIDADES EM RISCO CHEGA A 135 EM TODO PAÍS

Por Clóvis Gonçalves
A pesquisa é considerada um instrumento fundamental para orientar as ações de controle da dengue, o que possibilita aos gestores locais de saúde anteciparem as ações de prevenção.
                                                            Crédito: Reprodução
Novos dados do Levantamento Rápido do Índice de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa), atualizado na sexta-feira (14), revelam que 135 municípios brasileiros estão em situação de risco para a ocorrência de epidemias de dengue, 612 estão em alerta e 990 cidades apresentam índice satisfatório. Até o momento, 1.737 municípios brasileiros enviaram ao Ministério da Saúde informações do LIRA.

Na última atualização, realizada no dia 07 de novembro deste ano, 125 municípios brasileiros encontravam-se em situação de risco para a ocorrência de epidemias de dengue, 552 em alerta e 847 cidades apresentaram índice satisfatório. Desde a primeira divulgação, 274 novas cidades apresentaram as informações do LIRAa.

Elaborado pelo Ministério da Saúde, em conjunto com estados e municípios, o LIRAa foi realizado em outubro deste ano. A pesquisa é considerada um instrumento fundamental para orientar as ações de controle da dengue, o que possibilita aos gestores locais de saúde anteciparem as ações de prevenção.

O chamado Mapa da Dengue identifica os bairros onde estão concentrados os focos de reprodução do mosquito transmissor da doença, proporcionando informação qualificada para atuação das prefeituras nas ações de prevenção.

Para o ministro da Saúde, Arthur Chioro, é fundamental o reforço às ações de combate não apenas à dengue, mas também à febre chikungunya. "As medidas de enfrentamento e prevenção das duas doenças são as mesmas. Temos de intensificar estas ações e prestar bem a atenção nas informações que o LIRAa nos revela. Trata-se de uma ferramenta muito potente que nos dá informações importantes", observou.

LEVANTAMENTO - Os municípios classificados como de risco apresentam larvas do mosquito em mais de 3,9% dos imóveis pesquisados. É considerado estado de alerta quando menos de 3,9% dos imóveis pesquisados têm larvas do mosquito, e satisfatório quando o índice está abaixo de 1% de larvas do Aedes aegypti.

De acordo com o levantamento, Rio Branco é a única capital em situação de risco, com índice de 4,2. São 13 as capitais que apresentaram situação de alerta (Boa Vista, Palmas, Salvador, Porto Alegre, Cuiabá, Vitória, Maceió, Natal, Recife, São Luís, Aracaju, Belém e Porto Velho) e outras 11 estão com índices satisfatórios (Curitiba, Florianópolis, Brasília, Campo Grande, Goiânia, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Macapá, Teresina e João Pessoa). Duas capitais (Manaus e Fortaleza) ainda não apresentaram ao Ministério da Saúde os resultados do LIRAa. O Ministério da Saúde continua recebendo as informações dos estados.


O secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa, reforça que a prevenção da dengue e da febre chikungunya é simples. “Em apenas 15 minutos semanais, as famílias podem fazer a inspeção em suas casas, destruindo os focos dos mosquitos dentro de pneus, vasilhas de plantas e outros tipos de recipientes que possam acumular água parada”, frisou. O secretário, no entanto, ressaltou que o fato de uma determinada cidade estar em situação satisfatória no LIRAa não significa que esteja protegida. "Se o município parar de agir, a população de mosquito pode crescer", alertou. Barbosa esclareceu que um município com população de mosquito elevada pode ter transmissão de chikungunya. "Ninguém está protegido se no local tem mosquito para fazer a transmissão, seja em casa ou no trabalho". (Agencia Saúde)

POPULARES DENUNCIAM HOMEM COM PÉ DE MACONHA NO QUINTAL, JUNTO COM ELE ESTAVA UM MENOR

Por Clóvis Gonçalves
Às 10h20min da manha desta terça-feira 18/11) foram apreendidos e apresentados por policiais militares da 5ª Cia/Irará na Delegacia Territorial do município de Irará-Bahia, por serem denunciados de maneira anônima por populares que eles estavam em um imóvel próximo de um frigorifico fazendo ponto de venda de drogas, Evanildo de Jesus dos Santos,36 anos conhecido por Nido, e o adolescente G. A. Pereira 15 anos, que reside na Rua Vitoriano Campos, centro da cidade de Irará. 

Com os dois foram apreendidos além de um pé de maconha que estava plantado no quintal da residência de Evanildo na Avenida Elísio Santana, três aparelhos celulares. Após a guarnição da PM ter recebido a informação deslocou para o endereço da denuncia, ao serem abordados pelos PMs que estavam na viatura Falcão 68 a dupla tentou empreender fuga pela lateral do imóvel quando foram alcançados pelos policiais militares ainda no quintal da casa onde servia de ponto de venda de drogas,estava em poder dos dois uma caixa de fósforos contendo certa quantidade de sementes de maconha,também foi confiscada e apresentada na delegacia da policia civil em Irará. Matéria Original do blog Clóvis Gonçalves de Irará.  

COLISÃO ENTRE DOIS MOTOCICLISTA, UM TEVE FRATURA NA PERNA
As 19h10min, na rodovia estadual BA 504 próximo da unidade onde será a fabrica de charque, ocorreu um uma colisão envolvendo duas motociclistas, sendo que uma estava em uma Biz/Honda de cor vermelha placa policia JSZ 8468 licença de Feira de Santana, era conduzida por José Nascimento dos Santos, 69 anos residente na Rua Manoel Souza Lima, 120 no Loteamento Porteira,em Irará, este ficou caído ao solo sendo socorrido na ambulância pertencente a Policlinica Dr. Deraldo Portela Miranda, onde recebeu atendimento médico, chegou a casa de saúde apresentando fratura na perna esquerda, enquanto o outro motociclista não identificado fugiu do local, a Biz foi encaminhada para o pátio da Delegacia Territorial de Irará pelos policiais militares da 5ª CIA/Irará.Matéria Original blog Clóvis Gonçalves de Irará.

segunda-feira, 17 de novembro de 2014

O GLOBO É CONDENADO A PAGAR R$18 MIL REAIS A JUIZ PARADO EM BLITZ DA LEI SECA POR CHAMÁ-LO DE CALOTEIRO EM MATÉRIA


Por Clóvis Gonçalves
O Globo é condenado a pagar R$ 18 mil a juiz parado em blitz da lei seca por chamá-lo de caloteiro em matéria
Foto: Reprodução
O jornal O Globo foi condenado pela Justiça do Rio de Janeiro a pagar indenização de R$ 18 mil ao juiz João Carlos de Souza Correa, por ter publicado uma matéria em 2011, em que relatava a voz de prisão dada pelo juiz a funcionários da empresa Ampla, que foram até sua residência cortar o fornecimento de energia elétrica por falta de pagamento. Este é o mesmo juiz que foi beneficiado com uma decisão da Justiça para que receba indenização de R$ 5 mil de uma agente de trânsito, por ela ter afirmado que "juiz não é Deus".

A matéria publicada pelo jornal em 2011 levava a manchete "juiz dá calote e tenta apreender cobrador". Na ação, o magistrado afirmou que a "reportagem gerou abalo a sua honra", e por isso pediu indenização de R$ 100 mil. O jornal alegou que as informações eram verdadeiras e que o juiz era investigado, em sigilo, pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) e pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). A juíza responsável pelo caso, Lindalva Soares Silva, considerou que o jornal "errou a mão" ao publicar a matéria. 

 "Mas o dever de informar mesmo que para a imprensa seja verídico não pode ser transmitido com emprego de linguagem agressiva de 'caloteiro', até mesmo porque a palavra em nosso idioma tem sentido pejorativo e depreciativo", disse a juíza. O valor da indenização foi reduzido pela magistrada, por considerar o valor pedido pelo juiz extretamente exagerado.(O Globo)

MÉDICO DO ES VÃO ESTUDAR SONO DE MENINO DE 3 ANOS QUE PESA 70Kg


Por Clóvis Gonçalves

Misael vai passar por uma polissonografia na noite desta segunda-feira (17).
Após resultado negativo para síndrome, médicos não sabem o que ele tem.


O menino Misael, que pesa mais de 70 quilos com apenas três anos, passou por uma nova consulta na tarde desta segunda-feira (17). Segundo a mãe, Josiane de Jesus, após o resultado do exame para a síndrome de Prader Willi ter dado negativo, os médicos investigam as causas do excesso de peso da criança. 

Misael passa por uma polissonografia na noite desta segunda-feira. O exame pretende estudar o sono do menino, que também apresenta dificuldades de respiração.

Misael nasceu com 3,750 kg, peso considerado normal, mas, segundo a mãe, começou a engordar desde os primeiros meses de vida. O menino foi atendido por uma endocrinologista e encaminhado para uma geneticista, que orientou que fosse realizado um exame para constatar a chamada síndrome de Prader Willi. No entanto, a família da criança não tinha condições de pagar o exame, que custa mais de R$ 1 mil, que foi feito com a ajuda do governo.

Após seis meses de espera, ele fez a coleta para o exame no dia 29 de setembro em uma clínica particular de Vitória. Com dificuldades para realizar atividades básicas, como andar e respirar, a criança aguardava a autorização do exame. O exame foi realizado, mas a síndrome não foi identificada em Misael.
Sorridente, Misael espera descobrir o que causa o

ganho excessivo de peso (Foto: Viviane Machado)
Exame do sono

De acordo com a mãe, Josiane de Jesus, Misael vai passar a noite desta segunda-feira em uma clínica para realizar uma polissonografia, conhecido como exame do sono. "Ele vai pra clínica em Vitória às 20h e vai passar a noite lá. Os médicos vão avaliar o que acontece com ele. Queremos descobrir o que Misael tem. Por enquanto, não temos suspeita nenhuma", explicou.

Josiane contou que uma nutricionista está acompanhando o caso de Misael e está montando uma equipe médica para atendê-lo. "Não tem nada certo ainda, muitos exames precisam ser feitos. Como ela conhece muitas pessoas em Vitória, está montando uma equipe médica para poder ajudar de todas as formas", disse.
A família está em busca de recursos para realizar o tratamento adequado no menino, segundo a mãe. "Estamos correndo atrás. O neurologista nos passou um remédio, porque ele está muito agitado, mas não tem resolvido nada. Ele continua da mesma forma. Queremos descobrir o que ele tem para fazer tudo certo", completou.
Mãe diz que não consegue matricular Misael em creche por causa do tamanho dele (Foto: Wallace Hool/ GZ)