sábado, 18 de abril de 2015

"DESAFIOS E POSSIBILIDADES" COM ESTE SLOGAN FOI LANÇADO O PROJETO OFICINAS PARA ALUNOS DO EJA

 Por Clóvis Gonçalves
Na noite de sexta-feira (17/4) no salão de eventos da Escola Municipal São Judas Tadeu o maior estabelecimento de ensino da rede municipal os alunos da  Educação de Jovens e Adultos (EJA) foram destaque.

Os alunos deste seguimento foram contemplados com lançamento do “Projeto Oficinas Práticas” esta ação é uma realização da Secretaria Municipal de Educação de Irará, organizado pelo Departamento Pedagógico, com a supervisão da Educação de Jovens e Adultos, salienta-se que de acordo com informações da supervisora Cristina Ferreira da Silva e assessora Anilce Anunciação ao repórter Clóvis Gonçalves do blog Clóvis Gonçalves de Irará e rádio Irará FM que experiências com este projeto já fora trabalhado com os alunos do EJA em 2009 com um ótimo aproveitamento.
Esta edição deste projeto tem com alvo os educando do EJA 1 e 2, será em dois ciclos, e tendo como objetivo e estratégia oferecer oportunidades que motivem os sujeitos do EJA, a permanência desses alunos no espaço escolar evitando assim a evasão, ofertando para este público alvo conhecimentos e desenvolvimento e ao mesmo tempo capacitando por meio destas oficinas para a profissionalização para que possa atender as suas necessidades para que possam suprir também a carência da sociedade onde eles estão inseridos.  Presentes a esta cerimônia de lançamento, a secretaria municipal de educação Darcí Lima, diretora pedagógica da rede municipal de Ângela Martins, supervisores, coordenadores diretores e professores da Educação de Jovens e Adultos das escolas da rede municipal, a palestrante e apresentadora do projeto a educadora Shirley Messias Araújo, os oficineiros que atuam em diversas áreas profissionais, como mecânica, eletricista predial, encanador hidráulico e tanto outros. 

A coordenadora das oficinas Shirley Messias Araújo declarou que esse projeto se justifica em emancipar sujeitos promovendo a valorização de renda no processo de aprendizado perante a dimensão do conhecimento, disse ainda que o primeiro ciclo se encerra no mês de junho, o segundo ciclo será retomado após o recesso junino para avaliar o aproveitamento do ciclo inicial do projeto.
 A secretaria municipal de educação Darcí lima, disse que a nossa condição e de vida de cada cidadão só poderá melhorar se houver investimento em educação, conclamou pela união de todos  para que os obstáculos da educação sejam superados, finalizou.  

sexta-feira, 17 de abril de 2015

SÓ ESTE ANO, 71 ATAQUES A CAIXAS ELETRONICOS FORAM REGISTRADOS

Por Clóvis Gonçalves

Esclarece ainda a Febraban que, além dos investimentos ? cerca de R$ 9 bilhões anualmente -, ?os bancos adotaram ao longo de uma década uma série de medidas preventivas para contribuir com a redução dos assaltos.

Somente este ano, de janeiro até ontem (16), 71 caixas eletrônicos foram atacados na Bahia, de os dados do Sindicato dos Bancários do Estado da Bahia, em explosões, tentativas frustradas, oito arrombamentos e cinco assaltos. Na madrugada desta quinta-feira (16), bandidos fortemente armados explodiram e roubaram os dois bancos da cidade de Tanque Novo, no Sudoeste baiano. As agências do Banco do Brasil e do Bradesco, que ficam próximas, foram completamente explodidas.
Numa outra ação, os caixas de uma agência da Caixa Econômica Federal, localizada na Avenida Luiz Tarquínio, em Lauro de Freitas, também foram explodidos por ladrões que, segundo a Polícia formavam um grupo fortemente armados, que chegaram ao local por volta das 3h10, a bordo de dois veículos, sendo um, Corsa prata, placa não anotada.
Além da falta de segurança, que tem causado estresses e protestos dos funcionários dessas agências, nos municípios do interior do Estado, principalmente, onde  têm ocorrido os assaltos com destruição dos caixas eletrônicos e até mesmo agências bancárias, a população fica prejudicada por vários dias, com a falta de serviços bancários, tendo que se dirigiram a cidades muitas vezes distantes dezenas de quilômetros.
Bancários

“O que percebemos é que não há o menor interesse dos bancos em cuidar da segurança dos seus funcionários e tampouco do seus próprios clientes. Eles lucraram mais de R$ 70 bilhões em 2014 e não investem sequer na colocação de vigilantes à noite e nos fins de semana, o que já inibiria um pouco a ação dos bandidos”. A declaração, em tom de desabafo, foi feita ontem à Tribuna por Francisco André da Rocha Vieira, um dos diretores da Federação dos Bancários na Bahia.
Segundo ele, já foram realizadas diversas reuniões com os departamentos de segurança dos bancos, inclusive com a presença da Secretaria de Segurança Pública, mas não houve qualquer compromisso da parte dos bancos em investir na segurança.
Um dos resultados deste clima de insegurança, segundo afirma Francisco André, é um índice cada vez maior de doenças bio-psíquicas entre os bancários. O diretor da Federação dos Bancários afirma ainda que os bancos, “para se eximirem da sua responsabilidade, colocam a questão com se ela fosse meramente de segurança pública, e não é assim.”
69 ATAQUES

Até a última quarta-feira (15), de acordo com dados do Sindicato dos Bancários do Estado da Bahia, somente este ano ocorreram 69 ataques a bancos na Bahia, sendo 42 explosões, 14 tentativas frustradas, oito arrombamentos e cinco assaltos. A situação tem levado à desativação cada vez maior de caixas eletrônicos em postos de combustíveis e outros comércios.
O conhecido e “chique” Posto Namorado, na Pituba, por exemplo, retirou os três caixas que tinha, deixando seus clientes completamente frustrados pela falta dos equipamentos, que pertenciam a vários bancos. No posto BR do Barbalho, o caixa eletrônico do Bradesco foi retirado e permanece apenas um do Banco 24 Horas, mas que está “fora de serviço” há cerca de quatro meses, embora a gerência do local garanta que ele voltará a funcionar. A empresa responsável pelos caixas 24 Horas, a PecBan, ouvida pela Tribuna em sua sede, em São Paulo, preferiu “não se manifestar sobre o assunto.”
Quanto à Secretaria de Segurança Pública, a assessoria informou apenas que que foi criado recentemente o Draco - Departamento de Repressão ao Crime Organizado, englobando tráfico de drogas, assaltos a banco e crimes contra o erário. O Draco surgiu após a extinção do Garcif (Grupo Avançado de Repressão a Crimes Contra Instituições Financeiras), Denarc (Departamento de Narcóticos) e  Delegacia de Crimes contra Instituições Financeiras. Agora, esses setores funcionam como coordenadorias do Draco.
Febraban diz ter uma “extrema preocupação”
Consultada pela reportagem, a Febraban, através da sua sede em São Paulo, disse não ter dados sobre a desativação de caixas eletrônicos no País, e disse que a entidade e seus bancos associados “vêm acompanhando com extrema preocupação os ataques a caixas eletrônicos em todo o País. Os prejuízos decorrentes das explosões afetam a todos igualmente. A população que recorre aos 159 mil equipamentos para acessar os serviços financeiros, realizar pagamentos e ainda efetuar saques, tanto no horário do expediente bancário como além desse período até às 22h dentro das agências e 24h para os caixas instalados em locais de grande circulação. Afetam também as instituições financeiras que precisam reformar o local onde ocorreu a explosão, e repor os equipamentos danificados, sem reaproveitamento de peças ou maquinário.”
Esclarece ainda a Febraban que, além dos investimentos – cerca de R$ 9 bilhões anualmente - “os bancos adotaram ao longo de uma década uma série de medidas preventivas para contribuir com a redução dos assaltos. Instalaram cofres com dispositivo de tempo, circuitos fechados de televisão - CFTV, sistemas de detecção e de monitoramento, alarme etc. Os bancos também reduziram o volume de dinheiro disponível nas agências e incentivam a população a usar os canais eletrônicos para realizar operações bancárias.” De acordo com a federação, o resultado desses investimentos “tem se refletido na queda no número de assaltos. Em 2014, houve 395 assaltos a bancos em todo o País, ante 449 de 2013. Em 2000, foram 1.903 assaltos e tentativas de assaltos. “
Finalizando, a Febraban, diz que os dispositivos de segurança instalados nos terminais de autoatendimento como aqueles que danificam as cédulas, “se constituem em uma das frentes de combate aos ataques a caixas eletrônicos, mas são insuficientes para desestimular os ataques criminosos a caixas automáticos.
Os bancos investem constantemente em tecnologia e outras formas para aperfeiçoar seus mecanismos de segurança” e informa que mantém reuniões com órgãos das Polícias Civil, Militar e Federal e do Exército para a identificação e prisão dos arrombadores. “Somente com ações policiais coordenadas, esse tipo de crise poderá ser combatido. Os bancos contribuem com propostas de novos padrões de proteção, muitos deles resultantes dos trabalhos desenvolvidos na Comissão de Segurança Bancária da FEBRABAN, da qual participam representantes das principais instituições financeiras do País.
Por meio dessa comissão, que realiza intensos estudos e debates, várias iniciativas de caráter preventivo são e foram adotadas”, conclui.

POLÍCIA MILITAR APREENDE CERCA DE TRÊS TONELADAS DE EXPLOSIVOS

Por Clóvis Gonçalves

De acordo com o subtenente Luciano Gonzaga, da Polícia Militar, os suspeitos não tinham nota fiscal, nem curso obrigatório para Movimentação Operacional de Produtos Perigosos (Mopp).

Três homens foram presos e cerca de três toneladas de explosivos foram apreendidos no início da noite de quarta-feira (15), na BA-416, entre as cidades de Valente e São Domingos.
Segundo a Polícia Militar, os explosivos estavam sendo transportados de forma irregular em uma carga de cal que estava no caminhão Volkswagen W 24.250 CNC, com placas de Feira de Santana.
A apreensão aconteceu após abordagem policial aos homens no momento em que eles estavam transferindo os explosivos para um veículo Fiat Strada Fire branco, com placa de Valente.
O trio foi levados para a delegacia de Conceição do Coité. Um deles, que conduzia o caminhão, informou que não sabia o que havia dentro das 40 caixas que transportava. Posteriormente, dando continuidade as investigações, a polícia encontrou mais caixas.
De acordo com o subtenente Luciano Gonzaga, da Polícia Militar, os suspeitos não tinham nota fiscal, nem curso obrigatório para Movimentação Operacional de Produtos Perigosos (Mopp).

quinta-feira, 16 de abril de 2015

SSP-BAHIA DIVULGA BAIRROS COM MAIOR INDICE DE ROUBO DE CARRO EM SALVADOR

Por Clóvis Gonçalves


A capital baiana registrou uma média de 15 veículos roubados por dia os números são da Secretaria de Segurança Pública da Bahia que investigou também os bairros com os maiores índices Itapoa, Pituba e Mussurunga estão na lista.

Uma professora que preferiu não ser identificada disse que estava no bairro de Mussurunga teve o carro roubado ao sair da escola onde leciona, ela conta que a ação dos bandidos aconteceu pela tarde com a rua ainda movimentada e que a dupla surgiu de maneira repentina um deles estava armado apontando arma em minha direção ordenando que eu saísse de dentro do carro e deixasse os meus pertences e lhes entregasse as chaves do veículo e fugiram em alta velocidade.

O bairro de Mussurunga é o bairro que registra um dos maiores índices de roubo de veículo, a lista da Secretaria de Segurança Pública do estado da Bahia ainda inclui os bairros de Brotas, Itapoan,Tacredo Neves e Pituba. No ano passado a polícia registrou uma média de quase 700 mil veículos roubados ou furtados por mês aqui na capital segundo ainda a secretaria o roubo de carro é crime praticado diariamente, no primeiro semestre a média 15 veículos roubados por dia segundo ainda a o órgão de segurança da Bahia, disse que em alguns casos os assaltantes acabam matando as suas vítimas durante os assaltos.
 
O caso mais recente foi o turista espanhol que foi abordado quando saia de restaurante no bairro de Itapoan, a outra vítima foi a empresaria Maria Conceição Soares de 69 anos foi assassinada dentro do carro quando esperava o marido no bairro de Amaralina.

Segundo o especialista em segurança pública Luís Brenneken a impunidade é um dos principais fatores de estimulo para o individuo cometer a violência. O especialista acrescentou que o indivíduo que comete o crime ele sabe que dificilmente será punido, mesmo em flagrante rapidamente ele vai para a rua, enquanto o criminoso não tiver certeza que será punido e que ele vai ficar um bom tempo preso não irão diminuir esses índices de crimes.,desabafou. (Band Cidade/Bahia) 

QUADRILHA EXPLODE DOIS BANCOS E ESPALHA TERROR EM TANQUE NOVO

Por Clóvis Gonçaves


bancos explodidos tanque novo
  
Os moradores da cidade de Tanque Novo, a 766 km da capital baiana, viveram momentos de terror na madrugada desta quinta-feira (16).Duas agências bancárias foram explodidas por um grupo de homens armados.
Foto: Cultural FM
Foto: Cultural FM
De acordo com informações da Delegacia de Polícia de Tanque Novo, cerca de 15 homens fortemente armados com fuzis atirando para o alto invadiram a cidade por volta das 2h30 a bordo de três veículos, um Toyota SW 4, um Corolla e uma pickup Strada. Os bandidos fizeram vários disparos de armas de fogo  para o alto a todo momento para intimidar os moradores. Logo em seguida foi possível ouvir o barulho das explosões que detonaram os cofres das agências do Banco do Brasil e do Bradesco.
Foto: Cultural FM
Foto: Cultural FM
As agências ficaram completamente destruídas, a ação durou cerca de meia hora e de acordo com a polícia um veículo modelo  pickup foi incendiada na saída da cidade. Os bandidos fugiram em direção a Macaúbas. A cidade conta com apenas dois e em algumas vezes três policiais militares. Não se sabe a quantia levada pelos bandidos, a polícia está em busca do paradeiro dos assaltantes.

EX-LÍDER DO COMANDO DA PAZ,CLÁUDIO CAMPANHA ESTÁ EM SALVADOR PARA JULGAMENTO NESTA QINTA-FEIRA

Por Clóvis Gonçalves


slide claudio campanha julgamento
  
O traficante Cláudio Eduardo Campanha da Silva, 52 anos, ex-líder da facção criminosa Comando da Paz (CP), foi trazido do presídio federal de segurança máxima de Catanduvas, no Paraná, para ser julgado em Salvador por dois homicídios em sessão que será realizada nesta quinta-feira (16). Ele é acusado de pelo menos 100 mortes e  foi capturado em 2008, no Ceará, após uma extensa operação policial. A sessão acontece a partir das 8h30, no 1º Juízo da 2ª Vara do Tribunal de Júri do Fórum Ruy Barbosa, em Nazaré.
O promotor de Justiça Nivaldo Aquino recorreu do resultado do júri que aconteceu em 2011, quando Campanha foi absolvido das duas acusações.  O julgamento, que será conduzido pelo juiz Vilebaldo de Freitas, faz parte dos casos avaliados durante a Semana Nacional do Júri, iniciada na última segunda-feira (13), em todo país. Davi Gallo será o promotor, enquanto Antônio Glorisman e Paulo Vilaboim atuarão na defesa.
Conhecido pelo vulgo de “Malhado”, Campanha era um dos nomes mais fortes da cena da criminalidade na Bahia na época em que comandava a facção Comando da Paz, cargo assumido após a morte do traficante Pitty, em 2005. O grupo foi criado dentro da Penitenciária Lemos de Brito, após a chegada do traficante e sequestrador Mário Carlos Jezler da Costa, que já havia frequentado prisões cariocas e paulistas e fazia parte da Falange Vermelha. A organização surgiu para reivindicar melhores condições e controlar a violência no presídio. (Foto Aristides Batista/Ag.Atarde)

quarta-feira, 15 de abril de 2015

PARALISAÇÃO EM IRARÁ CONTRA O PROJETO DE LEI 4330 QUE REGULAMENTA A TERCEIRIZAÇÃO

Por Clóvis Gonçalves

Os profissionais de educação do município de Irará nesta quarta-feira dia 15 de abril param as suas atividades aderindo ao dia Nacional de Paralisação em sinal de protesto contra a corrupção o projeto de lei 4330 do deputado Sandro Mabel do estado de Góias, o relator do projeto é o deputado Artur Maia sobre a regulamentação da terceirização, esta manifestação teve dos Bancos do Brasil, Bradesco e Caixa Econômica Federal. A APLB teve adesão do Partido Comunista do Brasil representado pelo vice- presidente Paulo de Viana e o tesoureiro e Antonio Carlos (Macula) respectivamente.
O PCdoB alinhado com a Associação de Professores Licenciados  da Bahia, APLB-Sindicato/Irará que reuniu os seus associados na sede social da entidade na Rua Alberto Nogueira em Irará em Assembléia Ordinária para discutir a proposta de reajuste salarial oferecida por parte da gestão municipal, os sócios colocaram algumas contra propostas que foram apreciadas e votaram na proposta de 13% podendo ser divididas quatro em parceladas, a proposta da categoria será apresentada no próximo encontro entre gestão municipal e representantes da categoria em quatro vezes, enquanto a gestão municipal alegando que não há recursos para cumprir o piso nacional da categoria inicialmente ofereceu 6% divididos e três vezes.

Ao final da assembléia a categoria saiu nas ruas centrais da cidade com uma carta aberta entregue a população iraraense denunciando os deputados federais que votaram favorável do projeto da terceirização, inclusive alguns deles que foram votados pelos eleitores e trabalhadores Iraraenses.

Antes do início do ato o diretor da APLB-Sindicato e presidente do Partido Comunista do Brasil Irará Ubiratan Silva Reis (professor Bira) falou com a reportagem do blog Clóvis Gonçalves de Irará e o repórter da rádio Irará FM Clóvis Gonçalves, o dirigente sindical disse que a categoria desde o inicio do ano esta em negociação com o governo municipal  na última segunda-feira (13/4) quando em audiência a proposta apresentada pelo governo para fazer apenas a correção da inflação com o percentual de 6,41%, defendemos o piso nacional que é de 13,01% enquanto  governo sinaliza para dar 6.41% parcelado em três vezes, ou seja 2.41% ainda no mês de abril, 4,0% em maio e junho,nesta manha vamos levar a questão para passar pelo crivo da categoria, em relação a carga horária do professor do nível 1, temos um quadro dos servidores deste nível e a comissão da APLB para que posamos depois apresentar a proposta da categoria, em relação aos concursados foram convocados só que na hora do contrato foram enquadrados na planilha suplementar, a proposta é que esses profissionais sejam parte do quadro permanente, a negociação deste quesito não avançou, ou seja, está estagnada, finalizou.