quinta-feira, 28 de maio de 2015

IRARÁ-BAHIA CONSTRUINDO SUA PRÓPRIA HISTÓRIA

Por Clóvis Gonçalves
Com esta frase a população do município de Irará nesta quarta-feira dia 27 de maio de 2015 foi a Praça da Matriz para comemorar os 173 anos de emancipação política da sua terra querida. Neste encontro especial estavam estudantes, professores, músicos, poeta de cordel, políticos, intelectuais, a cultura popular estava representada pelo grupo de samba Pisadinha do Pé firme com a sua base na zona rural da Boca de Vázea, também o cartão postal a Filarmônica 25 de Dezembro, todos levaram as suas homenagens a esta terra tão querida e amada, inclusive pelos nossos visitantes.
A programação começou às 8h30min com a celebração da missa na igreja da padroeira da cidade Nossa Senhora da Purificação dos Campos pelo pároco da cidade o padre Ornellas, seguindo da execução do Hino Nacional pela Filarmônica 25 de Dezembro e o hasteamento das bandeiras do Brasil, Bahia e de Irará pelo prefeito municipal Derivaldo Pinto-PT, o vice- prefeito Josias Nunes e o presidente da câmara municipal de vereadores Antonio Carlos Alves dos Santos, trazendo o seu abraço esteve o deputado estadual Joseildo Ramos, o vice prefeito da cidade de Santanoplis Geraldo Cunha, o gestor do município de Água Fria Evangivaldo (Vanjo) a viúva do ex-deputado Zezéu Ribeiro, dona Lola Ribeiro, diretor do Portal do Sertão Daniel Moreira, representado a 5ª CIA da Polícia Militar do estado da Bahia o Ten-PM Leandro Maciel.
Em pronunciamento o prefeito do município de Irará Derivaldo Pinto a população e autoridades constituídas e representantes de instituições estaduais e municipais pelo comparecimento para homenagear os 173 anos de emancipação política de Irará, seguindo o prefeito disse que é com muita felicidade e alegria que anuncia mais um ano de aniversário do município, e nesta oportunidade fazendo a entrega de diversos e obras para a população deste município referiu-se a unidade do CREAS que foi inaugurado no último sábado (23/5) que irá atender as famílias que vivem em estado de vulnerabilidade social, hoje assinamos várias obras que serão realizadas nesta cidade que passará por grandes transformações em uma cidade boa para se morar e com uma melhor qualidade de vida para os nossos conterrâneos, esse é o nosso principal objetivo que Irará seja uma cidade mais acolhedora, trazendo condições melhores a cada dia de sobrevivência para o povo desta cidade.
Nesta mesma data foi realizada a entrega de quatro veículos sendo dois ônibus e dois automóveis para as secretarias da assistência social e educação, ordem de serviço assinada para a reforma da casa da cultura, fruto da aprovação de emenda parlamentar por parte do saudoso deputado federal Zezéu Ribeiro do PT do estado da Bahia foi entregue para algumas associações comunitárias  kits biblioteca, com o objetivo de estimular a leitura nas comunidades rurais de Irará, na praça esta a exposição de fotografias oriunda do concurso “Como Você Ver Irará” foi assinado algumas ordem de serviços como a pavimentação das Ruas Lúcio e Lúcio de Jesus, Alfredo Pereira Branco, Maciel de Carvalho, com recursos próprios, foi assinada também a tomada de preço licitatório da Rua São Simão, no valor de R$ 250 mil reais oriundo d recursos próprios, construção da Praça da Melhor Idade no Loteamento Caribé, neste mesmo ato foram autorizadas alguma tecnologia sócias pelo prefeito e o secretário da pasta João Neto em parceria com o Ministério De Desenvolvimento Social e Combate a Fome, e o  consórcio publico Portal do Sertão representado pelo diretor Daniel Moreira, este convenio refere-se a 195 cisternas de primeira água com capacidade para 16 mil litros, e com calçadão, e cisternas nas escolas da zona rural do município, complementando teve as cisternas de tecnologia de trincheiras e barreiros, Leví Queiroz representando o secretário de turismo da Bahia Nelson Pelegrino assinaram o contrato de restauração da casa da cultura (casarão dos Nogueiras).
Às 10h40min no palco da praça o projeto Canto e Encantos da Secretaria Municipal de Educação, executado pelas escolas da rede municipal, finalizando o evento com o grupo de dança de salão coordenado pelo professor Jorge Neves
(Informações do blog Clóvis Gonçalves de Irará).

  

quarta-feira, 27 de maio de 2015

POSTO BRITO ll É ASSALTADO POR TRÊS HOMENS ARMADOS, FORAM PRESOS PRÓXIMO DE F. DE SANTANA

Por Clóvis Gonçalves
Por volta das 09 horas da manha desta quarta-feira (27/5) data em que se comemorava o aniversário de emancipação política do município de Irará, três homens armados com dois revolveres
calibre 38 municiados com um a cápsula deflagrada, e uma munição calibre 12, o trio que estavam em um veículo da marca Hyunday de cor branca modelo Ceratto placa policial NYW 9858 licença de Salvador assaltaram o posto de combustível Brito ll que fica situado as margens da rodovia estadual BA 504 na altura do KM 25 próximo do desvio que dá acesso para o centro da cidade de Irará.
De acordo com informações da policia, os bandidos levaram do posto de gasolina certa quantia em dinheiro, que não divulgada pela gerencia do estabelecimento comercial. 
Os amigos do alheio são, Welton de Jesus Assis, Jéferson Reis Lima, e Ariel Esmera Santos, eles foram presos com a quantia de R$ 925,00 em especie pela policia militar no contorno do Parque Ipê em Feira de Santana, após o assalto em Irará eles fugiram pela mesma rodovia (BA 504) sendo perseguido pela guarnição da PM e um policial civil em Santanípolis, prosseguiram em fuga sendo presos por policiais militares da base comunitária do bairro Jorge Américo em Feira de Santana.

Eles foram levados para a  delegacia da cidade de Feira de Santana. De acordo ainda com informações da policia os acusados são da cidade de Simões Filhos região metropolitana de Salvador. (Informações do blog Clóvis Gonçalves de Irará)

LADRÃO NÃO IDENTIFICADO ROUBA TRATOR DA PREFEITURA DE IRARÁ

Um outro delito na modalidade de roubo ocorreu em frente da garagem da prefeitura municipal de Irará por volta de 1h15min, na madrugada desta quarta-feira, quando policiais militares da Central de Operações Policiais da 5ª CIA Irará foram informado por um funcionário da prefeitura que um homem não identificado havia roubado um trator da instituição municipal que se encontrava na área externa da referida garagem. 

O veículo foi encontrado por policiais militares abandonado próximo da Fazenda Palma na zona rural do mesmo município. PMs e funcionários da prefeitura de Irará conduziram o trator para o local aonde havia sido roubado. A Delegacia Territorial de Irará por meio do SI estará investigando o delito. (Informações do blog Clóvis Gonçalves de Irará)

NESTOR CERVERÓ É CONDENADO A 5 ANOS DE PRISÃO POR LAVAGEM DE DINHEIRO

Por Clóvis Gonçalves


De acordo com a sentença, o ex-diretor comprou um apartamento no Rio de Janeiro com recursos oriundos de uma empresa offshore dirigida por ele

O juiz federal Sérgio Moro condenou o ex-diretor da Área Internacional da Petrobras Nestor Cerveró a cinco anos de prisão por lavagem de dinheiro.
De acordo com a sentença, o ex-diretor comprou um apartamento no Rio de Janeiro com recursos oriundos de uma empresa offshore dirigida por ele, segundo a acusação do Ministério Público Federal (MPF). Cerveró está preso preventivamente desde o dia 14 de janeiro.
De acordo com investigadores da Operação Lava Jato, parte da propina recebida por Cerveró, durante o período em que ocupou o cargo de diretor da Petrobras, foi procedente do exterior, por meio de empresas sediadas no Uruguai, na Inglaterra, na Espanha e na Suíça.
Como prova do crime de lavagem de dinheiro, o MPF citou a compra de um apartamento avaliado em R$ 7,5 milhões, no Rio, por meio da empresa Jolmey do Brasil, criada para ocultar o dinheiro recebido pelo ex-diretor.
“Nestor Cerveró não logrou explicar de maneira convincente porque declarou no inquérito o pagamento de R$ 8 mil reais mensais de aluguel e ainda alterou a versão anterior dos fatos, agora, alegando que, em 2012 e 2013, não mais teria pago aluguéis, mas apenas valores de condomínio e garagista, o que não faz muito sentido já que os pagamentos constam, na declaração de rendimentos, como tendo sido feitos à Jolmey [empresa de fachada]”, argumentou Moro.
Na ação penal, a defesa de Cerveró alegou que ex-diretor era apenas o locatário do imóvel e que o valor do aluguel foi reduzido por conta de reformas realizadas por ele.(TribunadaBahia)

JOSÉ MARIA MARÍN E OUTROS DIRIGENTES DA FIFA SÃO PESOS NA SUIÇA

Por Clóvis Gonçalves

José Maria Marin e outros dirigentes da Fifa são presos na Suíça
Foto: Divulgação / FIFA
Membros do alto-executivo da Fifa foram presos na manhã desta quarta-feira (27),  em Zurique, onde se encontravam para o congresso anual da entidade. De acordo com o NY Times, um dos acusados de corrupção que serão investigados pelo FBI, líder da operação, é o ex-presidente da Confederação Brasileira de Futebol, José Maria Marin. Eles estavam no Baur au Lac Hotel, esperando o início do evento.
A prisão de Marin foi confirmada pelo Departamento de Justiça americano, que havia solicitado as prisões. Ele foi visto deixando o hotel acompanhado por policiais, que carregavam sua mala e seus pertences em uma sacola plástica.
Ainda segundo o jornal americano, autoridades suíças envolvidas no caso,  apontaram o antigo mandatário da entidade brasileira como um dos acusados de colaborar com as práticas ilegais na Fifa, as quais agrupam acusações de corrupção nas últimas duas décadas, fraude eletrônica, lavagem de dinheiro e fraude em eleições para a escolha do Qatar como sede da Copa do Mundo de 2022.(Metro)

RELAÇÃO COM A PETROBRÁS DEPENDIA DE PAGAMENTO DE PROPINA, DIZ EMPREITEIRO

 Por Clóvis Gonçalves


Relação com a Petrobras dependia de pagamento de propina, diz empreiteiro  
O ex-vice-presidente da Camargo Corrêa Eduardo Hermelino Leite, preso na Operação Lava Jato e atualmente em prisão domiciliar, disse hoje (26) à Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras que o pagamento de propina era uma “condição [para o] funcionamento” na relação das empreiteiras com a Petrobras. Leite admitiu o pagamento de propina a agentes públicos e privados e se disse arrependido.
“Herdei uma prática e tive que administrá-la”, disse Leite. O empreiteiro informou que exerceu a função de presidente para clientes aprovados na Camargo Corrêa, entre 2005 a 2009. A partir de setembro de 2011, chegou à Diretoria de Óleo e Gás da empreiteira, assumindo na sequência a vice-presidência da construtora.
“Quando cheguei à vice-presidência me foi informado que [isso] era uma condição de funcionamento dentro desse cliente [Petrobras]. As condições eram essas e deveriam ser cumpridas essas rotinas”, explicou Eduardo Hermelino.
Ele entregou à CPI dez depoimentos que prestou à Justiça no acordo de delação premiada. O empreiteiro disse que combinou o pagamento de propina com os ex-diretores da Petrobras Paulo Roberto Costa e Renato Duque e também com o doleiro Alberto Yousef, apontado pelo Ministério Público como operador do esquema de superfaturamento de contratos da Petrobras.
“Tive duas reuniões com o Renato Duque para tratar de dívidas referentes a propina e dois encontros com o Paulo Roberto [Costa]. Eles aconteceram fora da Petrobras. Com o Paulo Roberto foi em um hotel em São Paulo e com o Duque na casa do Júlio Camargo [executivo da Toyo-Setal, também preso na Lava Jato]”.
De acordo com Eduardo Hermelino Leite, na Camargo Corrêa o pagamento de propina referente a contratos da Petrobras entravam como “custo” para a empresa, por meio da contratação de consultorias. “Umas consultorias eram pagas por trabalhos majorados e executados e outras por trabalhos executados”.
Aos deputados, o empreiteiro disse que se arrepende de ter participado do esquema. Acrescentou que por causa disso está com o futuro pessoal e profissional “profundamente” comprometidos. “Me fizeram uma pergunta se eu me achava acima do que acontecia, se como vice-presidente teria a capacidade, trabalhando como trabalhei, se outra pessoa tivesse sido nomeada, ela teria feito diferente. Provavelmente, ela teria feito a mesma coisa. Era uma coisa já preestabelecida. Me arrependo de não ter deixado a atividade, mas tinha sido recentemente alçado à vice-presidente de uma grande companhia. Era uma situação muito difícil”, argumentou.
O ex-vice-presidente disse que a empresa não chegou a ser ameaçada caso não pagasse propina, mas disse que se o pagamento não fosse feito a relação com a empresa era prejudicada. “A nossa relação dentro da Camargo Corrêa com o pagamento de propina se dava através dos conhecidos operadores, que eram cobradores contumazes e insistiam no pagamento. Se pedia uma reunião com o diretor da Petrobras só conseguia se pagasse o que era pedido pelos operadores, como o Alberto Youssef”, ressaltou.(Agencia Brasil/Foto reprodução)

terça-feira, 26 de maio de 2015

OPERAÇÃO CONJUNTA ENTRE POLICIAIS CIVIS E MILITARES RETIRAM DE CIRCULAÇÃO 140 PEDRAS DE CRACK EM IRARÁ

Por Clóvis Gonçalves
Na tarde desta terça-feira (26/5) em cumprimento ao mandado de busca e apreensão expedido pela justiça da comarca de Irará policiais civis e militares da 5ª CIA em uma operação conjunta estiveram na Rua do Aviário na Transversal do mesmo nome onde apreenderam 140 pedras de crack prontas para ser consumida, a droga estava em poder de Gildásio Ferreira de Sena 36 anos conhecido por Chico em uma casa onde se encontrava o acusado, ele após receber a voz de prisão foi encaminhado para a delegacia Territorial de Irará onde foi lavrado o flagrante por porte de droga pela delegada titular a Drª Edleusa Sueli Cardoso Ramos depois de ouvido ficará a disposição da justiça.

De acordo com informações dos policiais civis “Chico” já estava sendo monitorado por um bom tempo pelo Serviço de Investigação da delegacia e pelo Serviço Reservado da policia militar culminando nesta terça-feira com a sua prisão em flagrante lhe retirando de circulação, os policiais militares deram outras batidas em outros pontos de drogas nas proximidades nas não conseguiu efetuar prisão dos acusados, nesta operação foram empregados três viaturas e doze policiais entre civis e militares.
Em entrevista ao repórter Clóvis Gonçalves, a delegada titular Drª Edleusa Suely Ramos disse a nossa reportagem que agora está sendo colhendo os frutos das investigações judiciária que vem sendo feita há alguns meses, as vezes a sociedade clama por resposta mais imediata,mas não é tão fácil porque a policia trabalha com investigação do serviço de inteligência, e muita informações que as vezes não se obtém na mesma pressa que a população necessita, para que a autoridade policial possa robustecer fundamentando o pedido de mandado de busca e a apreensão ao poder judiciário (justiça). Como ocorreu nesta situação a expedição da medida judicial de busca e apreensão como aconteceu na casa de Gildásio Ferreira, nós tínhamos denuncias sobre o tráfico de drogas nesta residência e concluímos com resultado positivo para a polícia e para a sociedade, segundo a delegada o objetivo é ter uma sociedade melhor a cada dia,finalizou.    

BRASIL: ITALIANO É PRESO EM RECIFE PELA INTERPOL E POLICIA FEDERAL POR CHEFIAR MÁFIA NA ITÁLIA

Por Clóvis Gonçalves

Ele é acusado de extorsão, mais de vinte homicídios e porte ilegal de armas.

Pasquale Scotti tinha CPF e título de eleitor e se dizia empresário no Recife.

O italiano Pasquale Scotti, de 56 anos, condenado à prisão perpétua por ligação com a máfia, foi preso no Recife nesta terça-feira (26), mais de vinte anos depois de ser condenado pela Justiça de seu país. A ação foi realizada, em conjunto, pela Polícia Federal e Interpol. Scotti ainda está na sede da PF, no Recife. As autoridades italianas darão início ao processo de extradição dele para a Itália.


Segundo a PF, o cidadão italiano é chefe da máfia e está foragido desde 1986. No entanto, a prisão dele foi decretada pela justiça italiana apenas em 1991. Ele foi condenado pelos crimes de porte ilegal de armas de fogo, resistência, extorsão e mais de vinte homicídios, crimes cometidos entre 1980 e 1983. O pedido de prisão foi feito pelos delegados federais da Interpol e autorizado pelo Supremo Tribunal Federal em menos de 24h.


Scotti tem dois filhos com uma brasileira e foi preso quando os levava à escola. Ele se apresentava como Francisco de Castro Visconti, se dizia empresário e morava há 28 anos no bairro do Sancho, Zona Oeste do Recife. Ele usava identidade falsa e tinha CPF e até título de eleitor ilegais. A identificação dele foi possível pela comparação de impressões digitais. À PF, ele disse que a família brasileira não sabia de sua identidade real e que resolveu fugir para não ser morto.(G1/PE)