terça-feira, 30 de setembro de 2014

JUIZ E PROMOTOR ELEITORAL DA COMARCA DE IRARÁ ORIENTAM O CUMPRIMENTO DA LEI

Por Clóvis Gonçalves
Na manha desta terça-feira (30/9) o juiz Eleitoral Dr.Raphael Leite Guedes,(direita) e o Promotor de Justiça Eleitoral o Dr. Luciano Medeiros,(esquerda) ambos da Comarca de Irará, que integram os municípios de Água Fria,Ouriçangas, Pedrão Santanópolis em entrevista ao repórter Clóvis Gonçalves da rádio Irará FM cujo tema tratado foi a eleição que será realizada em 5 de outubro de 2014 foi a observância ao cumprimento e a determinação da lei Eleitoral que regula as condutas dos partidos,candidatos,inclusive a militância,e os  representantes legais das referidas agremiações políticas no pleito que se aproxima e posteriormente no dia 26 de outubro se houver segundo turno para os cargo de presidente e governador.

O juiz eleitoral Dr. Rafael Leite Guedes fez a conclamação dos eleitores da Comarca para participarem da eleição que é o exercício democrático,  foi difícil para o nosso país conseguir a eleição dos seus governantes, então é muito importante a participação de todos, que saibam os seus governantes para os próximos quatro anos, o magistrado disse que alguns eleitores o procurou em seu gabinete em busca de informações a ordem dos candidatos que devem votar neste primeiro turno, segue a ordem primeiro no deputado estadual, seguindo o deputado federal, depois para o cargo de  senador da república, governador, por último presidente da república, o juiz informou também que foi também publicado uma portaria de número 001/2014 ficando proibido a comercialização de bebidas alcoólicas de qualquer espécie na comarca de Irará na zona urbana ou rural, salienta o magistrado que envolve todos os municípios da comarca, vale para o dia 5 e para o dia 26 de outubro se houver segundo turno 24 horas antes do período eleitoral, esta comunicação foram para o Ministério Público eleitoral, aos delegados da polícia civil, e comandantes da polícia militar,serão distribuídas a portaria aos estabelecimentos comerciais, bares e restaurantes, afim de resguardar a segurança do pleito eleitoral, os presidentes da mesa das zonas eleitorais tem autonomia caso observe que algum eleitor estiver embriagado pode solicitar e determinar a sua retirada da zona eleitoral, podendo inclusive ter a sua prisão em flagrante com base no artigo 347 do Código Eleitoral. Ressalto a atenção espacial para a boca de urna e qualquer propaganda eleitoral através de carro de som não é permitido no dia da eleição, pedidos de votos, entrega de brindes, quem constatar esses procedimentos podem fazer a denuncia aos policiais militares, alertou o juiz eleitoral Dr.Raphael Leite Guedes.


O promotor de Justiça Eleitoral Dr. Luciano Medeiros fez alusão positiva a importância das eleições uma data muito importantes para o país que a data em que todos escolhem os seus representantes e decidem os nossos destinos pelos próximos quatro anos, e que os escolhidos possam reprentar-lhes no parlamento,camara dos deputados e na presidência da republica, informou que de acordo com a Lei Eleitoral, que a partir da meia noite do dia 5 de 2014 é vedado qualquer tipo de propaganda eleitoral, por exemplo comício ,carreata,distribuição de santinho, o uso de boné,camiseta,broxe dos candidatos, pelo eleitor mesmo em circulação nas vias publicas inclusive nas sessões eleitorais está proibido pela lei, é bom ressaltar que nenhum tipo de propaganda é permitida no dia 5 de outubro de 2014, outro ponto destacado pelo promotor eleitoral foi o transporte do eleitor no dia da eleição,somente é permitido fazer o transporte de eleitores os veículos autorizados são os que estiver com o adesivo da justiça eleitoral,fora essa situação só apenas os taxistas porque  fazem o uso do serviço de maneira regular e exercem a profissão e tem a linha regular de passageiros,podem transportar eleitores não de forma gratuita, familiares e vizinhos segundo informou o promotor de justiça eleitoral, só para as pessoas próximas, frisou o promotor, a policia se suspeitar que está ocorrendo o transporte de eleitores fará a abordagem caso se confirme o condutor do veículo poderá ser preso em flagrante, de acordo com a Lei Eleitoral, o eleitor pode ir com criança, e levar anotação dos números dos seus candidatos para a cabine, o que não pode é tirar foto, entrar na sessão e na cabine de votação com o aparelho celular, proibido tirar foto do voto para provar que votou em determinado candidato,o eleitor pode incorrer em crime eleitoral que é o “Sigilo de Votação” enquanto declarar em quem voto alto e bom som pode, o presidente da sessão tem autonomia para não deixar o eleitor acessar a sessão eleitoral portando  aparelho celular,qualquer tipo de promessa de algum candidato ou correligionário,fiscal, de candidatos está configurado o crime de boca de urna, salientou que tanto o juiz e o promotor eleitoral da Comarca vão está acompanhando todo o processo eleitoral, o promotor Luciano Medeiros disse que espera que esta eleição ocorra de forma tranqüila e pacífica, destacou a importância da portaria publicada pelo juiz da Comarca Eleitoral de Irará com o número 001/2014 que trata da proibição de bebida alcoólica,finalizou.  

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

PF PRENDE CORONEL DO EXÉRCITO E SUA MULHER COM 351 KG DE MACONHA NO RJ

Por Clóvis Gonçalves

Rio de Janeiro/RJ – A Polícia Federal prendeu, no último sábado (27), um casal transportando aproximadamente 351 kg de maconha no pedágio da Rodovia Rio – Petrópolis (BR 040), na altura de Xerém, Duque de Caxias.
A droga estava escondida em um fundo falso dentro de um veículo utilitário usado pela dupla. O homem, coronel reformado do Exército, costumava deixar uma farda pendurada num cabide no interior do furgão com a finalidade de tentar inibir possíveis revistas policial. Estava com uma pistola calibre .380, sem registro, sendo atuado também por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito,.A operação da PF contou com o auxílio de um cão farejador.
O entorpecente seria proveniente do Paraguai, e a Polícia Federal investiga a suspeita de que seria distribuída em comunidades do Rio e também de Niterói. O coronel preso foi encaminhado ao Comando Militar do Leste e sua mulher ao Presídio Nelson Hungria, no complexo penitenciário de Gericinó, em Bangu,eles responderão por tráfico de drogas.(Agencia PF)



OPERAÇÃO lBK2 DESARTICULA QUADRILHA QUE LESAVA CLIENTES VIA INTERNET


Por Clóvis Gonçalves
Brasília/DF - A Polícia Federal deflagrou,hoje segunda-feira (29/9), a Operação IB2K* com o objetivo de desarticular uma organização criminosa voltada ao furto de valores de contas de clientes via internet, bem como à lavagem de dinheiro. Cerca de R$ 2 milhões teriam sido desviados pela quadrilha de correntistas da Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil e outras instituições bancárias privadas, principalmente no Distrito Federal, em Goiás e São Paulo.
Estão sendo cumpridos 53 mandados no DF e nos dois estados, sendo 8 de prisão preventiva, 10 de prisão temporária e 35 de busca e apreensão.
Os investigados responderão, mediante suas participações, pelos crimes de furto qualificado mediante fraude, participação em organização criminosa e lavagem de dinheiro. Os beneficiários desses pagamentos fraudulentos também deverão responder pela participação nas ações criminosas.

A organização criminosa agia, principalmente, mediante oferecimento de “serviços” via internet de pagamentos de boletos bancários, IPVA, IPTU, dentre outros, mediante cobrança de apenas 50% a 60% do valor do título a ser quitado. Foram averiguadas ainda fraudes mediante recarga de telefones celulares e transferências bancárias para contas de “laranjas”.
Para ter acesso aos recursos, a quadrilha enviava milhares de mensagens eletrônicas pela Internet, conduta conhecida como SPAM, contendo links para páginas falsas, que ao serem acessados levavam as vítimas a fornecerem seus dados bancários e respectivas senhas de acesso. Em posse de tais informações, toda a fraude era facilitada, pois permitia o acesso ao canal bancário na internet como se fosse o cliente da própria instituição bancária.
As investigações também apontaram que os membros da quadrilha utilizavam o dinheiro furtado com viagens, realização de festas grandiosas, instalação de aparelhos de som de grande porte em veículos, bem como na aquisição de armas e drogas.(Agencia PF)


APLICATIVO QUE AJUDA ACHAR CRIMINOSA JÁ TEM 20 MIL DOWIOADS

Por Clóvis Gonçalves

cinco dos suspeitos com rostos expostos foram mortos e 18 detidos

Aplicativo que ajuda achar criminosos já tem 20 mil downloads
Mais de 20 mil downloads já foram feitos no aplicativo "Sistema de Informação para Proteção à Pessoa" (SIPP), idealizado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) para a população ajudar a identificar criminosos e localizar pessoas desaparecidas na Bahia. O software é considerado o primeiro do tipo no Brasil pela Secretaria de Segurança Pública.

Em quatro meses, cinco dos suspeitos com rostos expostos foram mortos e 18 detidos. Em média, 10 denúncias de desaparecidos chegaram pelo aplicativo. Esse balanço foi informado pelo delegado Jorge Figueiredo, diretor do DHPP e criador do programa nesta segunda-feira (29).

A ferramenta gratuita está disponível para smartphones com o sistema operacional Android ou IOS. Segundo Figueiredo, o aplicativo dispõe de banco de dados com informações de unidades policiais do interior do estado e possibilita ao usuáro identificar, por meio de fotografias, os principais procurados.
"Ele permite que você veja os procurados do DHPP, do interior, entre homicidas e traficantes, do Denarc [Departamento de Narcóticos], assaltantes de bancos e, até a semana que vem, estamos atualizando o banco de dados e incluindo mais assaltantes e procurados", explica.

Há quase 200 suspeitos cadastrados e, na medida em que são capturados, novos nomes são inscritos no sistema. De acordo com o delegado, atualmente, são 64 procurados do DHPP, 40 do Denarc, 14 do interior, 47 do Baralho do Crime e 10 assaltantes de bancos.

"É uma expansão muito grande. A gente tem um canal pelo Facebook, que é muito usado, mas nem todo mundo vai para a tela do computador. O celular tem poder catalisador muito grande, se processou de maneira muito mais rápido", comenta.

No caso das pessoas desaparecidas, o banco de dados fornece informações como a data de nascimento e os telefones para contatos. "Nós podemos prender as pessoas, mas não fazer com que um ente perdido volte. Uma das coisas mais interessantes desse aplicativo é poder trazer essas pessoas desaparecidas de volta", avalia.

Três funções disponíveis pelo SIPP estão restritas à utilização por profissionais da segurança pública: o Portal SSP, no qual é possível consultar a ficha criminal e se há mandados de prisão em aberto; o Sicohnar, que reúne um banco de dados cruzando informações do DHPP e Departamento de Narcóticos (Denarc); e o Termômetro DHPP, em que consta estatística diária sobre o registro de Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLI). "Esse sistema é de suma importância para a Polícia Civil porque você faz com que a população passe a interagir com a polícia. Ela tem condições agora de estar auxiliando, de se sentir parte do processo", descreve o delegado.

O sistema está disponível para Android nas lojas de aplicativos. No caso dos usuários de IOS, é possível baixar o app pelo site da Polícia Civil.(G1/BA)

FUNRÁRIA PAX BAHIA DE IRARÁ SOFRE ASSALTO

Por Clóvis Gonçalves


Nesta segunda-feira (29/9) às 10h40min,  início de semana a bandidagem causou mais uma vítima em trará, desta vez foi a Funerária Pax Bahia foi assaltada por um homem que chegou a pé, levaram da funcionária do estabelecimento funerário  Alane Cerqueira dos Santos auxiliar administrattiva, residente em Irará, dois aparelhos celulares sendo das marcas Nokia e LG, ela também informou aos policiais que homem não identificado estava usando uma barbicha, no momento em que anunciou o assalto não foi exibido nenhuma arma, ele afirmou que estava armado e que  tinha um parceiro do lado de fora da loja dando cobertura para a execução da ação criminosa. A funcionária informou o fato a 5ª CIA da Polícia Militar da Bahia, e registrou a queixa na Delegacia Territorial de Irará.O homem depois da conclusão do assalto fugiu para local ignorado. 

185 MIL CRIANÇAS E ADOLESCENTES DEIXAM DE TRABALHAR

Por Clóvis Gonçalves
Na faixa etária de 5 a 13 anos, com períodos comparativos de seis anos, a redução foi de aproximadamente 100 mil crianças em trabalho infantil no estado no período. A Bahia apresentou uma redução de 185 mil crianças e adolescentes entre 5 e 17 anos exercendo algum trabalho em 2013, em comparação a 2007. Os números são da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI/Seplan), com base nos microdados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad/IBGE), boletim Resultados da PNAD 2013 – Trabalho Infantil.

Na faixa etária de 5 a 13 anos, com períodos comparativos de seis anos, a redução foi de aproximadamente 100 mil crianças em trabalho infantil no estado no período. 
No detalhe, a queda na proporção de crianças de 5 a 9 anos trabalhando no estado foi da ordem de 81% (21 mil crianças), enquanto na faixa dos 10 aos 13 a redução foi de 58% (78 mil crianças), com a proporção de ocupação dessa faixa etária passando de 11,4% em 2007 para 5% em 2013.

Condição de aprendiz

Para a faixa etária que compreende os 14 e 15 anos, quando já é possível trabalhar de
 forma legal na condição de aprendiz, verifica-se uma redução de 37% (49.478 adolescentes) em situação de trabalho no período – sendo que 84.388 estavam ocupadas em 2013, o equivalente a 15,4% da população dessa faixa etária.

A PNAD não permite determinar qual proporção destas adolescentes são menores aprendizes. Considerando-se a população de 16 e 17 anos, observa-se um contingente de 145.868 ocupados em 2013, o equivalente a 25,9% da população dessa faixa etária. Em relação a 2007 a redução foi de 36 mil ocupados.

Segundo o diretor de Pesquisas da SEI, Armando Castro, alguns efeitos que contribuem para a redução do trabalho infantil, inclusive nas faixas etárias mais altas, são “os ganhos reais de rendimento das populações mais pobres, que ajudam a retardar a entrada de jovens no mercado de trabalho, e a diminuição da razão de dependência de jovens, que diminui a necessidade nas famílias de realização de trabalho por adolescentes”, explica.

Zonas urbanas

Nas zonas urbanas do estado, a erradicação do trabalho para crianças de 5 a 9 anos está próximo, restando, em 2013, 0,1% de crianças desta faixa etária em situação de trabalho. A redução na zona rural, onde o trabalho infantil é mais presente, foi de 5,3% para 2,4% entre 2007 e 2013 para o grupo de 5 a 9 anos, e de 20,1% para 12,2% na faixa dos 10 aos 13 anos de idade. Vale observar que para estas faixas, qualquer forma de trabalho é considerada inadequada.


Para o grupo de 14 e 15 anos pode haver menores aprendizes ou estagiários, assim como o grupo de 16 e 17 anos de idade, sendo que neste grupo já é possível ter carteira assinada, desde que o trabalho não seja periculoso, noturno ou insalubre. O estudo completo, com informações desagregadas por posição na ocupação para os jovens de 14 a 17 anos, pode ser conferido no SITE SEI. (SECOM/BA).

MENINO DE 6 ANOS LANÇA O SEU LIVRO O SEU PRIMEIRO LIVRO NA FEIRA

Por Clóvis Gonçalves

O menino é considerado um verdadeiro prodígio.O livro "O sol e a Chuva", foi escrito e lançado pelo estudante Guilherme Borges de apenas 6 anos. O lançamento de seu 1º livro ocorreu na Escola Despertar, onde ele cursa o 1º ano.

O menino é considerado um verdadeiro prodígio. O incentivo da família, o acompanhamento escolar e a vontade própria em crescer intelectualmente fizeram o garoto conseguir realizar o sonho de escrever o livro.

O pai de Guilherme, o publicitário Crispim Moraes reconhece que o incentivo desde pequeno contribuiu para o feito do filho. “Desde cedo nós incentivamos ele com a leitura e escrita e aqui nós temos uma parceria muito grande com a escola, que também incentivou muito”, disse.


E mais que incentivo, Guilherme prova que para entrar no mundo dos livros é preciso muita criatividade. “Uma criança de 6 anos tem muita imaginação e ela própria pode escrever um livro. A ideia de fazer o lançamento na escola é de motivar e incentivar as outras crianças”, relatou Bruna Borges, a mãe do menino (FolhadoestadodaBahia).